Seguem o meu sonho...

sábado, setembro 18, 2010

R E F L I TA...

Para vocês que são casados ou pretendem se
casar um dia...ou que pretendam separar se...vale a pena ler essa história reflexiva...


Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.
De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.
Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouvi-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das acções da minha empresa.
Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.
No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.
Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.
Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.
Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.
Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.
Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.
No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.
No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.
No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.
Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse " Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mãe todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de ideia agora que estava tão perto do meu objectivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de ideia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouvi-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".



Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui directo para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa (do seu marido), faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

46 comentários:

AC disse...

O final da história é uma espécie de murro no estômago...

Beijo :)

FlorAlpina disse...

Obrigado Sonho,
Pela partilha deste texto, que faz realmente reflectir...

Bjs dos Alpes

sérgio figueiredo disse...

Faço um comentário muito singelo, mas sentido.

Magnifico!!!

Parabéns e Obrigado.
(as tuas palavras dizem tudo, sendo lindas e soberbas, no tema).

bj...nho

legalmente loira... disse...

Oi amiga, vim matar a saudade e pedir desculpas pela ausência, a vida é feita de pausas e estou fazendo a minha logo volto.
otimo final de semana com bjos

Chica disse...

É muito linda e comovente essa história! Um beijo,lindo fds,chica

lynce disse...

Este texto tem uma carga emocional muito forte...talvez porque eu seja um gajo sensivel, não sei!Estou sem palavras...e só me resta agradecer-te por teres partilhado este post.
Beijinhos e bom fim de semana, minha amiga do virtual.

Feiticeira disse...

Fci dividida com este texto, mas vou refletir melhor

Beijos

saudade disse...

É pena que por vezes seja tarde quando percebemos que demos pouco de nos aos que nos rodeiam, a vida é curta demais...
Muitas vezes penso nisso...
Bjs
Saudade

legalmente loira... disse...

teste..

Paulo disse...

Sonho, hoje de tarde havia comentado aqui este texto, ao preencher campo de verificação de palavras deu #error e desapareceu tudinho, até estava um comentário jeitoso e se foi a inspiração da tarde LOL.

Sobre o texto com esta mensagem profunda que partilhas, tenho a dizer que a maioria de nós nem se apercebe de quantos momentos fabulosos desperdiça por complicar a vida indo ou optando pelo caminho mais difícil que não passa pela sinceridade. Com o tempo, as pessoas vão levantando barreiras psicológicas entre elas tão fortes como couraças ou armaduras e deixam de "ouvir", "ver" e "sentir" direito o que está acontecendo diante de si, deixam-se tomar pelo egoismo e competividade impulsionados pela sociedade e só assim consigo explicar que com falta de amor no coração este tipo de histórias se tornam realidade.

Gostei e senti a mensagem, deixo aqui um beijinho de carinho para a viagem ^^

Diana Carla disse...

Nossa um texto lindo por sua reflexião e ao mesmoo tempo tão triste!!!

Mas, infelizmente nós seres humanos somos assim muitas vezes não percebemos o que realmente nos faz feliz!!

bjinhus...

Don Juan disse...

Minha amiga , obrigada por este " conto " lindíssimo... fico sem palavras. Gostei, beijo

JB disse...

Estou de regresso :)!
levo de volta uma história... que me deixa sem palavras...

Beijinho

cristal de uma mulher disse...

Me deixou triste este história.Mais também uma lição. Muitas vezes o egoismo destroi os sentimentos e o cancer é o grande vilão das dores de amor e de casamentos destruidos.

Beijos

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso de bom domingo e uma linda semana pra ti amiga...

poetaeusou . . . disse...

*
o teu texto é um belo,
Compendio Matrimonial !
,
parabéns,
,
conchinhas,
,
*

uminuto disse...

obrigada por este momento
um beijo

FilipeSan disse...

Olá...
Estamos em novo endereço, visite:

http://dafimastersex.blogspot.com/

Obrigado!!! Tenha uma boa semana!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Nossa, que história hein.. conforme ia lendo ia me comovendo.
Precisamos ficar mais atentos para não levarmos um soco assim no estomago, foi o que senti no final da mesma.

Bom dia!

beijooo.

Alguém... disse...

Dá muito em que pensar...

Beijinho*

Profundo Olhar disse...

Um bonito texto que deixa um alição de vida grandiosa,ainda á uns minutos escrevia sobre a importãncia de viver as coisas simples de uma forma sempre especial.Obrigada.beijos Linda

aqueladobairro disse...

Adorei a história! :)
Apesar do fim ser um bocado trágico...mas dá para reflectir sem dúvida.

segredo disse...

Um texto comevente cheio de realidade... tantas vezes passada ao lado!

Beijinho de lua*.*

MEU DOCE AMOR disse...

Fiquei muito comovida com esta história.Nem sei o que dizer!

Beijinho doce

Solange disse...

quem sabe se ela tivesse pedido isso ao marido, antes dele pedir o divórcio..
falar da doença..
não guardar só pra si..

bjs.Sol

Lilá(s) disse...

Adorei! é incrivél como uma histórinha me causou arrepios, muito linda!
Beijos

Nilson Barcelli disse...

Por vezes não vemos o que é evidente.
Uma história triste, mas que acontece muitas vezes por esse mundo fora...
Beijos, querida amiga.

Insana disse...

Maravilhoso.. me fez ficar pensando em tantas e tantas coisas.

bjs
Insana

Espaço Aberto disse...

Olá!
Viemos convidar você para participar da nossa nova Postagem Coletiva.
Dessa vez, a nossa proposta é para que você dedique uma canção a quem você ama.
Use a criatividade e faça uma postagem da forma e do jeito que quiser.
Contamos com a sua presença!
Um abraço de toda a Equipe do Espaço Aberto

so sad disse...

os homens muitas vezes não percebem que a mulher ali do lado existe, as vezes nos consumimos por amar tanto, por nos entregarmos tanto...

Angel disse...

Dá sem duvidas que pensar...beijinhos com muitos Sonhos...

Luís Coelho disse...

Agradeço o seu comentário no
= lidacoelho =
Gostei deste espaço e decidi acompanhar.
Esta foi uma primeira lição moral que bebi aqui.
Felizmente somos casados à 28 anos e estamos bem connosco e com os nossos filhos.
Apoiamo-nos um ao outro.

Vento disse...

Hum...

E tu não és?

José disse...

É uma historia deveras emocionante,
o dinheiro dá uma certa estabilidade como dizes, mas se for demais estraga as pessoas, tornam-as desumanas.

um beijo

Brisa disse...

Um texto muito intenso...

Beijos

Vanilla disse...

Obrigada. Hoje chorei tanto por uma história triste que minha mãe me contou, e ao ler sua mensagem vi que sou feliz por ter quem me carregue.

Beijos desconhecido... Feliz primavera.

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso de bom final de semana pra ti amiga....paz e poesia sempre.

Pelos caminhos da vida. disse...

Visita do seu Anjo

Só passei para saber ...
da sua saúde esperando
sempre que esteja bem,
da sua casa rezando
para que esteja em Paz,

da sua família esperando
que esteja em harmonia,
de seu trabalho desejando
um enorme progresso,
dos seus problemas mais bobos
almejando uma solução,
das suas finanças aspirando
que você prospere,
da sua vida sentimental torcendo
para que tenha um amor,
das suas preocupações pedindo a
DEUS que você encontre tranqüilidade,
se você se sente só tomara
que perceba que estou sempre aqui,
se sente em total abandono quero
que encontre apoio na FÉ,

Só passei para te desejar
Bom dia...
Boa tarde...
Boa noite....

E para que saiba que estará
sempre acompanhado (a)
pelo bom pensamento desse anjo,
E se ainda assim tudo lhe parecer escuro
e você sentir que nada posso fazer,
Saiba assim mesmo que sempre
rezarei por você!
até sempre.....

(Seu Anjo da Guarda)

(desconheço autoria).

Um fim de semana de luz pra vc e obrigada por estar comigo Pelos Caminhos da Vida.

beijooo.

Vento disse...

"Dream..."

Deve haver um motivo muito forte para a resposta ser "Não"

Hum...

Depois de reler novamente a história, parece-me que pode ser interpretada de várias formas.

No entanto acho que ela foi extremamente egoísta e a explicação dada, que seria por causa do filho não me convenceu.

Se fosse comigo e isto é um supor e olha que já estive bem perto de ver o outro lado da luz... e relembrando que as reacções variam de pessoa para pessoa, escolheria morrer bem longe para não magoar as pessoas que tanto amo, nunca em caso algum, utilizaria qualquer espécie de vingança.

Quando se ama verdadeiramente as últimas a magoar são aquelas que vivem dentro de nós. Não podemos exigir que nos amem, quanto muito podemos tentar que gostem de nós pelo aquilo que somos.

Amar é manter viva a chama todos os dias, até por que há sempre tempo para amar.

Mas atenção esta é apenas a minha opinião. Pelo teu post vejo que a tua é bem diferente. Devemos sempre analisar de ambos os lados.

Beijo

Naty e Carlos disse...

O amor nasce de um beijo, cresce de um sorriso, alimenta-se de um carinho e ressuscita de um perdão."
Uma boa semana
Bjs com carinho

Secreta disse...

Um texto que nos faz reflectir... e perceber, que há tanta coisa errada na nossa vida...
Beijito.

Lua Nova disse...

Não há nada mais triste do que o fim de um casamento. Não consegui conter as lágrimas. Vc conseguiu passar toda essa emoção com muita maestria.
A paixão nos cega, principalmente depois que o dia a dia já fez sua parte, corroendo o amor e a intimidade do casal.
Adorei vir aqui.
Beijokas carinhosas

© Piedade Araújo Sol disse...

comovente.

beij

Danny disse...

Muito bomm

Vento disse...

Querida Sonho

Não devemos pensar que nessas situações o casal passa a vida a
discutir, quem pensa assim é porque não consegue manter um diálogo aberto e sincero, tal como já antes referi, não somos todos iguais e ainda bem...

Aceito que há pessoas que confundem ódio com amor, por isso inventam histórias como essa...

A vida real é muito diferente dessa história, é uma maneira de
pensar que temos de aceitar e naturalmente tentar perceber as razões que levam as pessoas a escreverem esse tipo de histórias, e porque será que algumas as utilizam nos seus posts...

O objectivo é atingir alguém certamente, mas há outras formas
de o fazer. O diálogo é um dom que o ser humano tem e por isso deve
utilizar com arte...

Mas diz-me quem te fez tanto mal, para escreves assim?
Já tentaste ver o outro lado de ti?

Ninguém é dono de ninguém...
É assim o amor sincero...

E quem não consegue conversar com as crianças e lhes mostrar a vida real, nunca lhes vai conseguir dizer "Não", por isso temos a sociedade que temos hoje.

Beijo.

mitro disse...

Ocorre-me dizer que o casamento é um contrato, e que em parte alguma do contrato, o amor é mencionado.

E quanto ao amor, este não é exclusivo, nem finito. Não se gasta e é isento de termo.

Às vezes confunde-se amor com casamento e vice-versa.

...

Passaram por aqui...Informatica
Contador de visitas grátis Anjos